Programa Nacional de Cozinhas Solidárias, Ja são mais de 1.300 cozinhas inscritas, através do Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome.

 


Programa Nacional de Coinha Solidárias

Criado para garantir segurança alimentar nos centros urbanos

Conheça a sua importância no projeto de retirar o país do mapa da fome


A maioria das pessoas que passam fome no Brasil vive nos centros urbanos.

Equipamentos como cozinhas solidárias, bancos de alimentos e restaurantes comunitários são um reforço para garantir a segurança alimentar dessas pessoas mais vulneráveis.

Pensa nisso, o Projeto de Lei que cria o novo programa de aquisição de alimentos (PAA), sancionado nesta quinta-feira (20) pelo presidnte Lula, tem como uma de suas novidades o Programa Nacional de Cozinhas Solidárias

Se de um lado o PAA tem como objetivo ampliar o acesso à alimentação saúdavel e incentivar a produção local,

O Programa Nacional de Cozinhas Solidárias funcionará como uma ferramenta para que esses alimentos cheguem a quem mais precisa.

O MDS está mapeando os equipamentos de recepção e distribuição  de alimentos de uma forma geral para apoiar experiências locais que atendem pessoas em vulnerabilidade social e insegurança alimentar e nutricional.

Ja são mais de 1.300 cozinhas inscritas.


A Lei que cria o novo PAA também traz como novidade o Programa Nacional de Cozinhas Solidárias. Será um importante instrumento no projeto de retirar o país do mapa da fome e da insegurança alimentar e nutricional, levando comida e dignidade à população mais vulnerável.

Comentários